Coisas boas da semana

Oi, você que me lê! ❤

Como vai a família? Tudo certinho no trabalho?

Hoje estou particularmente emocionada porque recebi uma sugestão de post de uma leitora, a Marcela, me pedindo para contar como tive a ideia para o nome do blog. Isso nunca tinha me acontecido antes. Tô me debulhando em fofurice aqui.

A ideia para o nome do blog surgiu há mais ou menos uns seis ou sete anos, em um daqueles momentos que a gente não está fazendo nada e de repente uma ideia brota do vácuo. Pensei: “se um dia eu tiver um blog, vai se chamar Memórias da Pedra do Sapato”.

Aí nasceu meu primeiro projeto de blog, no UOL Blogs, há seis anos. Lá eu pretendia escrever mais para ter como provar para alguém que eu sabia escrever direitinho, quando surgisse alguma vaga para ser redatora em algum lugar. Acabou sendo um blog muito pessoal, onde eu postava coisas sobre namoradinhos da época, músicas para minhas crises existenciais e de vez em quando um conto ou uma crônica.

Em 2009, quando eu resolvi fazer o blog no wordpress, eu resolvi fazer a coisa direito e defini uma linha editorial para ele: seria um blog de contos, crônicas e conteúdo literário e autoral de modo geral. E por que as pessoas deveriam ler esses contos/crônicas? Foi nessa hora que o nome do blog fez realmente sentido.

Para quem não me conhece pessoalmente, eu tenho um metro e meio de altura (1,51m para ser exata) e não tenho peso o suficiente nem para doar sangue. Isso quer dizer que eu sou MUITO pequena. Ainda assim, eu sou pentelha. Gosto de incomodar as pessoas. Uma amiga costumava dizer “A Deka é pequenininha, mas estorva.” Maior das verdades. Ou não.

Eu resolvi que com os meus contos e crônicas eu iria chamar a atenção dos meus leitores para aquelas coisas, momentos, sentimentos e emoções que nós fazemos questão de ser indiferentes. E isso incomoda. Então o nome Memórias da Pedra do Sapato parecia perfeito, não?

Um belo dia, o Felipe Carriço tweetou a frase que está na descrição do blog: “Qualquer semelhança com a realidade é mera consciência” e isso era perfeito para a mensagem que eu queria transmitir. Pedi a permissão dele para usar a frase e ela está no topo do meu blog desde que ele existe.

Portanto, foi assim que nasceu o nome do blog e a linha editorial dele. Espero que não tenha se decepcionado agora que sabe que não me foi revelado durante um sonho em que o Matheus Verdelho sussurrava o nome em meu ouvido, ou mesmo em um dia que eu tivesse me perdido no bosque e descoberto um reino de duendes que me presentearam com o nome perfeito.

Enfim, bom final de semana, bons links e até a próxima conversinha. =)

Brigada eu.

pontilhao_guararema

Trivialidades da Vida (Fernanda Mota) – Então (conto)

Ryotiras (Ryot) – Rage against the machinima (tirinhas)

Ordinários (Evandro Ferreira) – Semana (conto)

Torradas Tostadas (Nina Rocha) – Casa dos Sonhos (crônica)

Fear of Flying (Conor Finnegan) – Fear of flying (vídeo – vi no Os Profanos)

A Vaca Voadora (Fer Torquato) – Retratos Instantâneos (HQ)

Nunca Fui Fofa (Dre Reze) – Feliz propriedade de um gato (crônica)

Os Levados da Breca (Wesley Samp) – O Muro (HQ)

Entre Todas as Coisas (Daniel Bovolento) – Deixa ela entrar (crônica)

Mentirinhas (Fabio Coala) – Uma lenda (HQ)

Do Óbvio ao Avesso (Juliana Cimeno) – Sobre a arma quente (conto)

Edubernard (Eduardo Bernardinelli) – Por que querer a verdade? (poesia)

Coisas boas da semana

Oi, gente! Como fomos de semana?

Por aqui foi tudo bem. Fiz muitos planos, um deles envolvendo o blog e o lindo do Wesley Samp. Espero ter novidades em breve, se tudo der certo.

E claro, passei a semana pesquisando coisas legais para compartilhar com vocês. A galera tava frenética essa semana. Produziram tantas coisas lindas, que ficou difícil escolher o que botar nesse post. Vamos torcer para essa inspiração toda continuar e a gente sempre ter coisas boas de ler, né?

O pedido para que vocês me passem seus links ou indiquem seus favoritos permanece, para que eu possa estar sempre atualizada do que há de legal nessa internet enorme.

Podem usar os comentários para sugestões também, eu não ligo. E se tiverem críticas também aceito, mas sejam delicados porque eu sou sensível. ❤

Beejo!

IMG_0079 copy

Edu Bernard  – Você tem um e-mail não lido (crônica)

Rafucko – Fraude Fashion Week (vídeo)

Proféticos (Rafael Marçal) – Mentiras que as mulhere contam (no frio) (tirinha)

Luiz Henrique Dias – O amor remove caninos (conto)

Trivialidades da Vida (Fernanda Mota) – Ela (conto)

Eumaldito, show! ( Felipe Attie) – Não tenho ido trabalhar (crônica)

Não Me Faz Pensar (Felipe Carriço) – Ensaio de mim (crônica)

Casa da Gabi (Gabi Bianco) – De fila de banheiro, blush, aquele cara e felicidade (crônica)

Petisco (roteiro de Daniel Esteves) – Nanquim descartável (quadrinhos)

Os Levados da Breca (Wesley Samp) – Silêncio (tirinha)

Desaniversário (Lara Aires) – Pés descalços (conto)

Boas Novas (Diego Freire) – Trabalho (vídeo)

Coisas boas da semana

Oi, gente!

Estou mudando algumas coisas no conteúdo do blog. Comecei com a categoria de dicas de livros e agora vou acrescentar essa sessãozinha, de links de blogs e outros textos legais que eu vir durante a semana.

Indicações serão bem-vindas, mas já adianto que prefiro compartilhar conteúdo literário / autoral e não “coisas engraçadinhas” traduzidas do 9gag, ou blogs de entretenimento, ok?

Portanto deixem suas sugestões e cliquem muito nos links abaixo, porque eles super merecem. =)

IMG_0072

Nuvens no Meu Café (Gabi Dornelas) – Eu, Uma Nova Amiga e a Adriana Calcanhoto

Mentirinhas (Fabio Coala) – Num Piscar de Olhos

Trivialidades da Vida (Fernanda Mota) – A Última Dose

Boas Novas (Diego Freire) – Arte

Felipe Attie – A Casa na Árvore

Proféticos (Rafael Marçal) – O Macho Alpha 

Os Levados da Breca (Wesley Samp) – Palavrinhas

Casa da Gabi (Gabi Bianco) – Caipira

Página em Branco

Acho que é a primeira vez que participo de um especial de aniversário.

Sou fã do trabalho do Wesley Samp desde antes de ter sequer um twitter, então imaginem meus olhinhos brilhantes quando ele perguntou se eu topava participar do especial de aniversário do Os Levados da Breca. Eu topei antes dele terminar de falar “participar”.

Confesso que fiquei um tempão estudando as tirinhas dele, escolhendo os melhores personagens, buscando a melhor abordagem e o mais difícil: morrendo de medo de colocar palavras na boca de personagens que não as falariam. É uma responsabilidade muito grande se utilizar de personagens tão bem feitos e tentar manter a mesma qualidade.

E o resultado tá aí em cima: essa ilustração maravilhosa que ele fez, baseado em meu diálogo, que expressa aquilo que eu desejo pra esse cara: que ele tenha coragem para seguir em frente e continuar com esse trabalho incrível. Que ele possa aproveitar o novo caminho que se apresenta não pelo fim dele, mas pela beleza da jornada e das descobertas. E pela amizade que temos (sutilmente provocada por mim hehehe) desde que eu me conheço por internauta.

Parabéns, Levados. Parabéns, Samp!

Círculo Virtuoso

Mais uma parceria com Izak. Participação especial: nossa querida futura presidente. Nenhuma calopsita foi ferida nesta tirinha.