Por Lygia

(ou “Sobre a Arte de Pagar Micos Internacionalmente”)

Tudo por um acúmulo de primeiras vezes que hão de acontecer na próxima sexta-feira, entre elas minha primeira viagem de avião na vida. O fato é que minha busca pelo livro “Antes do Baile Verde” (é necessário escrever tudo com maiúsculas?) de Lygia Fagundes Telles já era antiga naquela livraria (a Cultura, na Augusta x Paulista) e as circunstâncias me diziam que seria interessante ter este objeto de meu desejo em mãos no momento em que eu estivesse enfrentando minha ansiedade e mais uma porrada de medos antigos.
O que não vem ao caso, mas é de meu interesse contar – mesmo porque esse cafofo é meu – é que este livro e esta autora foram quem conceberam a ânsia da escrita nesta que vos digita. Traz-me lembranças nostálgicas de meu colégio e da querida professora Ernesta e ter algo tão passado e concreto em minhas mãos me trará segurança. Quero acreditar nisso tanto quanto vocês, juro. Continuar lendo