Leia-me: O Segredo da Plataforma 13

o-segredo-da-plataforma-13-eva-ibbotsonMais um livrinho de criança que me cativou. O enredo não é surpreendente e cheio de reviravoltas. Os personagens não saem muito do estereótipo do bem e do mal, mas sabem o que me prendeu do início ao fim? Descobrir qual foi a cadeia de acontecimentos que levou todos os personagens na situação que se encontram. E claro: também os detalhes e funcionamentos de um universo fantástico, criado pela autora Eva Ibbotson. Isso sempre me cativa.

A história toda gira em torno do fato de que há uma ilha mágica situada em outra dimensão e que há um portal para essa ilha na tal plataforma 13. A cada 9 anos esse portal se abre por 9 horas e qualquer criatura da ilha pode se mudar para o nosso mundo e Continuar lendo

Anúncios

Leia-me: A cidade que encolhe

a-cidade-que-encolhe-elisabeth-maggioAdmito: eu tenho um fraco por livros fininhos infanto-juvenis. Não é muito difícil uma historinha dessas me prender e entrar pros meus favoritos.

E, pensando bem, acho que essa categoria de posts não está fazendo muito bem para a minha reputação literária, mas enfim. A ideia era dar dicas de livros que eu adorei, então vamos falar de livros que eu adorei.

Quando se fala sobre uma cidade que encolhe, o que se imagina? Um gênio do mal maluco que inventa uma máquina de encolher coisas e que, para dominar o mundo, começa a ameaçar encolher uma cidade.

Pelo menos foi o que eu imaginei, quando li esse título.

Mas o buraco é mais embaixo. Continuar lendo

Leia-me: Fronteiras do Universo

Obs: Trilogia composta pelos títulos: “A Bússola de Ouro”, “A Faca Sutil” e “A Luneta Âmbar”.

Essa foi a única série que fiz questão de adquirir todos os livros.

Tudo começou quando eu assisti ao filme (A Bússola de Ouro) e achei uma bosta.

Alguns anos depois, minha mãe encontrou o livro sendo vendido por dérreau em um bazar de garagem, aqui na vizinhança e o comprou para mim.

Peguei o volume de autoria de Philip Pullman sem muito entusiasmo, pensando que não deveria ser grandes coisas, visto a sem-graceza que foi o filme e PÁ! li o livro inteiro em dois dias. Tudo o que consegui pensar foi: “Como vocês conseguiram estragar essa história, galera????” Continuar lendo

Leia-me: O Livro das Coisas Perdidas

Esse é um momento muito importante para mim. Vou falar para vocês sobre o meu livro favorito e estou morrendo de medo de ser injusta com ele, ou não convencê-los de que é o melhor que já li.

Sim, eu amo livros. Conheço muitas histórias que eu morro de inveja dos filhos da puta que as escreveram. Mas tenho um favorito e o seu nome é “O Livro das Coisas Perdidas“, de John Connolly.

Vamos começar pelo fato de que O Livro é do meu gênero favorito: conto de fadas (ficção fantástica e tem até nacionalidade: “irlandesa”). Segundo que, essa história mistura fantasia e realidade de uma maneira tão magistral e cruel, que só vi parecido em O Labirinto do Fauno, só que ainda melhor. Continuar lendo

Leia-me: Crônicas de Nárnia

21491958_4Para inaugurar a categoria, vou seguir a sugestão do Alessandro e escrever sobre Crônicas de Nárnia. Já fazia bem uns dois anos que eu havia lido, então precisei reler para escrever essa dica. E eu ainda não terminei de ler, porque o livro é imenso.

Sei que é uma história bem conhecida já, até mesmo por causa dos filmes. Eu assisti aos três e até gostei bastante do primeiro, o que me animou a ler o livro (coisa que não aconteceu com A Bússola de Ouro, mas isso é assunto para outro post). O terceiro filme me fez chorar, pois eu já havia lido o livro e havia imaginado exatamente daquele jeito, com ressalvas pelas adaptações. Snif.

Mas os filmes são a história dos irmãos Pevensie, enquanto os livros contam a História de Nárnia. Continuar lendo