Carta à mulher no celular

tumblr_lixeknxDCm1qf8t43o1_500

03 de julho de 2013

Oi!

Espero que não se sinta sem privacidade invadida por essa carta, já que ouvi sua ligação do começo ao fim e isso não é muito educado.

Mas estávamos no ponto de ônibus e acho que no calor da emoção você não estava se importando muito com o caso de alguém estar ouvindo ou não.

Ouvi você chorando ao telefone, com alguém que não lhe dava atenção.

Você dizia ficar em dúvida entre dizer que precisava dessa atenção, ou então deixar para lá sabendo que esta pessoa tinha coisas mais sérias para se preocupar e você acabar se tornando mais uma cobrança a ela.

Isso já aconteceu comigo, sabe? De ter alguém em quem você sempre pensa, mas que sente que essa pessoa não pensa tanto assim em você.

Só que eu estava do outro lado. Eu era a pessoa que não queria tinha outras prioridades. Achei que por mais que  não estivesse sempre presente, seja porque estava estudando e trabalhando demais, ou porque estivesse chateada demais para ser uma boa companhia, a pessoa compreenderia.

Mas isso era o que eu dizia para me enganar. Eu sempre achei que nós podemos ser dois tipos de pessoas: aquela pessoa que, quando ouvimos o som do celular, pensamos “é ela!” e aquela pessoa que, quando ouvimos o som do telefone e pensamos “é ela!”, nos decepciona por não ser a “ela” que queríamos que fosse. E eu sabia que eu era a “ela” que minha ex-namorada esperava todos os dias do som do celular, mas sempre que eu ouvia o som do meu celular e via o nome dela, sentia certo desânimo e muitas vezes até ignorava.

Até o dia em que ela veio a mim e fez exatamente as reclamações que ouvi você fazendo ao seu namorado, no celular.

Naquele dia eu descobri que as pessoas mais compreensivas e que dificilmente reclamam das nossas atitudes, são justamente aquelas que quando se vão, não voltam mais.

E então eu passei a esperar desesperadamente o nome dela, cada vez que ouvia o celil celular tocar. Mas o nome dela nunca mais apareceu.

Gostaria de poder te ajudar como você me ajudou. Você me fez ver a insegurança que a deixei mergulhada, enquanto eu estava em silêncio. Eu poderia ter mandado um sinal de vida, perguntar como ela estava. E isso seria o suficiente, porque ela sempre exigiu muito pouco de mim. Mas não fiz nada disso.

E agora vejo porque os atos são mais importantes que as palavras.

Peço desculpas a você, pelo seu namorado. Porque não posso mais pedir desculpas a ela.

Um abraço da moça de fones de ouvidos desligados.

3 pensamentos sobre “Carta à mulher no celular

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s