Primeiros erros

Tateou todos os bolsos do paletó atrás das chaves e quando as encontrou, teve dificuldades em firmá-las para trancar a porta, devido aos dedos molhados.

A água caia-lhe incessantemente sobre a cabeça, escorrendo pelo pescoço, costas e braços, até chegar por fim às mãos, culminando no seu maior problema do momento: segurar as chaves com firmeza. Já um pouco irritado, depositou a maleta no chão e segurou as chaves com as duas mãos. Enfim trancou a porta.

Pegou de volta a maleta e antes de descer os dois degraus, ajeitou o chapéu na cabeça, tomou o guarda-chuva e o abriu para se proteger.

A chuva o acompanhou em todo o trajeto pela calçada de pedra, sem trégua. Já habituado, ele não dava mostras de se importar em estar constantemente ensopado. Mas as pessoas na rua não gostavam de seu guarda-chuva estranho, que nos dias de muito vento insistia em se revirar.

Mesmo sob chuva, ele caminhava calmo, hora somente fitando as pontas dos sapatos que se alternavam no andar, hora cumprimentando alguns vizinhos que cruzavam por ele, sempre com a mesma expressão desconfiada.
Ele já pensara em deixar o guarda-chuva em casa, pelo menos para não ter que enfrentar o olhar reprovador das pessoas na rua todos os dias. Mas era impossível. A chuva o incomodava demais o tempo todo, por mais que o sol brilhasse para todos. Para ele a chuva estava lá sempre, firme e forte, só esperando que ele botasse os pés para fora de casa.

E embora tivesse total consciência de que o aguaceiro só estava em sua cabeça, não tinha capacidade de reverter os remorsos que lhe inundavam a alma constantemente. Com isso, acabou por se acomodar aos pingos gelados e aos olhares que o condenavam, sem mesmo terem noção dos crimes por ele cometido.

Somente por ele carregar eternamente o guarda-chuva sobre si, protegendo-se da tempestade da qual só ele tinha conhecimento.

Mais um estudo do Glauco Guimarães aqui no blog. Que eu posso fazer se o cara manda muito bem e as imagens dele me inspiram? Conhecem o Pedro e a Julia?

Anúncios

6 pensamentos sobre “Primeiros erros

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s